Social

Poesia de cabeça pra baixo

    Copiosamente, cada boca agoniza o fel que sente. A pálpebra ojeriza o sol ardente. São cacos a beijar …

Onde?

Estamos quase tristes. Quase sempre tão felizes,   estamos quase sempre, quase nus, quase sãos, quase sadios.   Estamos quase …

Ascético

Caras semi-amarradas movem-se vultosamente entre esquinas. Cada coração magoado traz a marca e traga cada nota das buzinas.   Em …

Estamos no Facebook!

Amigos, simpatizantes e seguidores: bom dia! Venho avisar a todos que o Prosas e Café estará acessível também, a partir …