Onde?

Estamos quase tristes. Quase sempre tão felizes,   estamos quase sempre, quase nus, quase sãos, quase sadios.   Estamos quase vivos, quase mortos. Estamos quase todos tortos.   Quase todos satisfeitos. Somos muitos. Somos tantos.   Estamos tão seguros de si mesmos. Estamos enganados. Sozinhos. Estamos quase lá. Onde?

Un destino arrastrándose

La Paz - Bolívia, 1975   Ainda me lembro daqueles olhos escarlates... eles brilhavam de tal forma que não dissipavam as trevas, pelo contrário: devoravam a escuridão da noite. Aos poucos ela avançou e sem razões aparentes, como num predestino, picou o meu pé. Muitos foram os que tentaram me ajudar, mas antes de reunir... Continuar Lendo →

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: