Precariedades

Faz frio no Rio, Faço sinal para o ônibus, entro e atravesso a roleta. Tento escolher um bom lugar, mas infelizmente não há muitos. Fico com o melhor local possível e nele me sento, bem ao lado de uma garota. Eu não a conheço. No entanto, por alguma razão, ela guarda o celular na bolsa... Continuar Lendo →

Semanalmente

Novamente ele perde o ônibus. Outro deslize de tipo e logo ficará desempregado. Ele não se importa, embora devesse se importar. Ele não está nem ai, embora precise estar. Há anos se sente perdido, ressentido, deslocado, atrapalhado. Pela quinta vez, arrisca tirar a pele do machucado, porém a ferida volta a sangrar, ela sempre volta... Continuar Lendo →

Ascético

Caras semi-amarradas movem-se vultosamente entre esquinas. Cada coração magoado traz a marca e traga cada nota das buzinas.   Em passos pálidos ligeiros, repreenchem cada vil espaço, entre roupas e dinheiros, entre a vida e o cansaço.   É quase tanto, e é tanto nada. Cada vida sem sentido. Cada ´´oi``  é quase um grito.... Continuar Lendo →

Glory days

02/2017, Toronto. Canadá.   Olá minha querida, sinto sua falta. Peço desculpas pela ausência, não foi fácil encontrar muito tempo livre entre as viagens e o trabalho. Preciso lhe falar de algumas coisas ao meu respeito, partindo do ponto onde havia parado e explicando os motivos pelo qual aparento ser um tanto distante; Sabe... Eu... Continuar Lendo →

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: