Escrever e nada mais!

Certa vez um leitor me disse que estava decepcionado com os escritores atuais sobretudo porque, segundo ele, a maioria deles "perdem muito tempo escrevendo sobre si mesmos e não criam novas histórias, crônicas, poemas, contos e novelas de tirar o fôlego" (sic). Eu entendo a crítica dele e respeito a opinião mas, precisamente sobre ela,... Continuar Lendo →

Onde?

Estamos quase tristes. Quase sempre tão felizes,   estamos quase sempre, quase nus, quase sãos, quase sadios.   Estamos quase vivos, quase mortos. Estamos quase todos tortos.   Quase todos satisfeitos. Somos muitos. Somos tantos.   Estamos tão seguros de si mesmos. Estamos enganados. Sozinhos. Estamos quase lá. Onde?

Riflessione

Minha distração tem nome; acho que ando focado demais na indiferença. Sabe? Aquele "time" entre taças e taças de vinho que acompanham todo rei vencedor após as batalhas. Aquela sensação de que tudo já está feito, que nada mais há para fazer. O perigo de uma praia chamada satisfação, onde os tubarões do tédio nadam... Continuar Lendo →

Lastimável Sensatez

Todo sábio está condenado! A sabedoria não é uma dádiva, é uma maldição. Dádiva, talvez, se resuma a faculdade de ser tolo. O tolo é feliz na satisfação de seus instintos, na realização dos desejos mais simplórios, como um copo de cerveja. O sábio por outro lado, questiona! E boa parte das respostas no decorrer... Continuar Lendo →

Dia dos namorados

    Esqueça as desculpas pessimistas de que tudo isso não passa de uma data comercial. Comerciais podem ser feitos com qualquer coisa, até com simples aniversários. Dê três informações sobre sua vida, uma bela quantia em dinheiro e uma revista de horóscopos ao dono da casa de telemensagens e lhe garanto que haverá um... Continuar Lendo →

Uma canção sem voz

"Minha solidão não tem nada a ver com a presença ou ausência de pessoas… Detesto quem me rouba a solidão, sem em troca me oferecer verdadeiramente companhia" – Friedrich Nietzsche   Nós estamos no futuro, amigos leitores. Acredito fielmente nisso, até que o amanhã me prove o contrário. E falando do futuro, hoje usufrui um... Continuar Lendo →

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: