Venenosa

Eu compus, poetizei, filosofei, mas falhei. Falhei, reclamei e gaguejei. Gaguejei até ela se vestir, chorar, sair. Então falhei, gaguejei, reclamei e a perdi. Todos sabem que tentei, Tentei aquietar o jeito dela, Meio efusiva, Meio menina, Meio noturna, Meio perdida. Só não dei conta, Inferno! Ninguém dá conta. Ela não faz o tipo que... Continuar Lendo →

Ninguém é de ferro

Deixei meu fusca azul no estacionamento do edifício office. Abri a porta e o guarda-chuva logo após. Céus! Como chovia naquela manhã. O mundo estava acabando. Mal dei três passos e já havia encharcado minha bota nova. Não era legítima, era chinesa. Porém comprei pela internet e demorou três meses pra chegar, não estava a... Continuar Lendo →

Louco por você

Todo homem precisa de uma mulher pra ficar louco. Isso porque a realidade é séria e totalmente sã. A sanidade, quando em excesso, passa a ser chata. Pois desde sempre criamos perfis de seriedade: na escola, no trabalho, na igreja, na cantada, em respeito aos pais, aos vizinhos, aos parentes e até quando damos informações... Continuar Lendo →

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: