Do lado de dentro

  Pensou ter se livrado de tudo depois de ter perdoado e colocado as lembranças em um lugar profundo da mente. Achou ter perdido a chave daquilo, e enganou-se não fazer mais parte disso. “Estou livre” – iludiu-se. Às vezes ela via aquele curativo frágil, mas ignorava o que ele cobria. Por baixo do esparadrapo,... Continuar Lendo →

Lembrança verde musgo

As suas mãos brancas abrindo uma cartela branca A sua pele branca colidindo com o meu mundo pardo Você tão cheia de nada e de coisas simples que me eram tão significantes A sua voz calma em um tom tranquilizante Quando lembro de você Lembro-me das nossas lacunas vazias que jamais serão preenchidas Dos nossos... Continuar Lendo →

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: