Inexorável

Acordou e ligeiramente sentou na cama. De imediato ficou tonto. A cabeça começou a girar, era uma dor para cada fio de cabelo. Ele espirrou. Pôs a mão no rosto, havia um pouco de pó sobre a narina esquerda, traços da farra na noite anterior. Ele fedia e sentia uma dor absurda nas costas. Levantou-se,... Continuar Lendo →

Amaranto

Olhava pela janela do metrô aquele cenário tão antagônico ao dos filmes antigos: Na paleta de cores, azul desbotado e cinza frio. Arvorezinhas perdidas em meio ao solo de concreto, respirando com dificuldade o ar pesado que entra pelas narinas mais sugando do que dando vida. Casinhas perdidas em lugares onde não deveriam está, recheadas... Continuar Lendo →

Conservando o que deveria esquecer

Pecado é provocar desejo e depois renunciar - Música: Soul Parsifal, Legião Urbana   07 de dezembro de 1998 – Cascavel, Paraná; Brasil. Hélio sabia que se não fizesse muita coisa acabaria perdendo a mulher amada. Ou melhor, a garota amada. Patrícia ainda é nova, tem apenas 18 anos. Ele, já com 26, tinha noção... Continuar Lendo →

Um museu de grandes novidades

Depois de sair dum trem lotado, adentrou na fila do ônibus que a levaria até sua casa. Verificou o celular, pretendia descobrir o horário. Pena que testificou antes o fim da bateria, que já estava abaixo de 10%. Fato suficiente para fazê-la ficar com raiva, então selecionou algumas músicas, encaixou os fones de ouvido e... Continuar Lendo →

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: