Apenas mais um pedaço da paisagem

  Na terra onde o sol nasce todos os dias, incansavelmente redondo, os fulanos saem de suas casas, as portas se trancam, todos se encontram. No aconchego áspero das estações de trem é possível sentir o frio exalando dos corpos, as almas endurecidas, o fel escorrendo dos lábios sem cor, a vida que morre nos... Continuar Lendo →

Rotineiro

Palmeiras crescem sobre as coberturas, as coberturas moram em cima dos prédios, os prédios cospem as pessoas de manhã, E as pessoas? As pessoas caem sobre o chão e dormem, morrem, escorrem pelos viadutos, entopem praças e botequins, amontoam-se sobre as calçadas, inchadas de ódio comum, puro, um ódio inocente, um ódio de gente. A... Continuar Lendo →

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: