Aimê

Olá minha cara, tudo bem? Peço perdão pela demora, precisei de um tempo só pra mim e reclusões me ajudam a colocar a cabeça no lugar. Obrigado por perguntar como estou e por demonstrar preocupações. É bom encontrar pessoas que ainda se importam. São como as luzes de um farol em meio a tempestade. Eu... Continuar Lendo →

Flagelado Proletário

Trabalho! Por hoje não penso, Apenas trabalho! Produzindo histórias, Escrevendo enredos, Desenvolvendo games, Expandindo neuros, elos, Ocupando minha frágil mente. Trabalho! Por hoje não penso, Apenas trabalho! Subindo e descendo, Ligando e desligando, Apagando e acendendo, Deletando e reescrevendo. Zangado com o destino, Embriagando as memórias. Mergulhado em compromissos, Abrindo mão da trajetória. Trabalho! Por... Continuar Lendo →

0800

Um homem não precisa Se acabar em lágrimas Para chorar Não! No pior dos choros Não há lágrimas Chora-se por dentro Dói mil vezes mais, pois Enquanto o choro externo alivia O interno corrói Enquanto o choro externo Não trás consequências O interno destrói Um celular a prova d'água Não acarreta danos quando molhado Mas... Continuar Lendo →

efusão

  A confusão borbulha em meu peito Em efusão — queima, Quanto mais me movimento, Mais se espalha este amargo efervescente. Decidi então, sentar e pensar… Nunca estive tão aprofundada em subjetividade Esfriando o peito a sopros Acalmando o incêndio E obtendo sucesso. Finalmente estou sabendo Viver dentro de mim.

Dois anos!

Hoje completamos dois anos de Prosas e Café. E deste último, meus caros amigos, só Deus sabe a quantidade de xícaras engolidas. E por isso, venho agradece-los através dessa humilde nota. Simplesmente agradecer. Obrigado pelo carinho, pela força, pelo apoio, pelos comentários e pelas boas vibrações de cada um de vocês, amados leitores. Poucas vezes... Continuar Lendo →

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: