Flagelado Proletário

Trabalho! Por hoje não penso, Apenas trabalho! Produzindo histórias, Escrevendo enredos, Desenvolvendo games, Expandindo neuros, elos, Ocupando minha frágil mente. Trabalho! Por hoje não penso, Apenas trabalho! Subindo e descendo, Ligando e desligando, Apagando e acendendo, Deletando e reescrevendo. Zangado com o destino, Embriagando as memórias. Mergulhado em compromissos, Abrindo mão da trajetória. Trabalho! Por... Continuar Lendo →

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: