Prosopopeico

As vezes olho as paredes E parecem falar comigo Alguma coisa surda, Breve, opaca, indissoluta O no timbre insuportável dos seus versos Venho ver meu universo, entre dedos me escorrer E a cada gota suja da memória Essa dor é minha história Não é fácil de esconder Já inerte entre as notas frias da parede... Continuar Lendo →

Desproporcionalmente idênticos

Afinal... Quem é ela? Há tempos a venero. Ela que sempre deixou claro sua preferência pela paz, mesmo com tanto talento para guiar as guerras. Ela que encanta quando age naturalmente e conquista quando conquistar for seu intento. Mulher de beijos doces e lábios amargos. Palavras lindas e coração pesado. Ela é fechada, por ser... Continuar Lendo →

A maldição do Sr. Capital

Sentado no meu trono, saboreio todas as notícias com um olhar esperança ao próximo e ao mundo. Isso não esconde o fato de que lá no fundo, estou mentindo para mim mesmo. Se a existência for um teatro, eu sou o escravo que disfarça a omissão de suas verdadeiras ideias, dos verdadeiros sentimentos. Aperto suas... Continuar Lendo →

O último inverno dele

  A neblina cobre tudo, é tão espessa que acho que posso senti-la, enquanto isso, os seus olhos se dissolvem no tempo, e quase não consigo me lembrar deles. Parece que foi ontem, como sempre, o tempo passa rápido demais... O verde musgo cobre tudo, não é possível diferenciar as árvores que nasceram, talvez, onde... Continuar Lendo →

Selene

  Quantos homens você continuará a magoar até perceber que o problema não está na espécie masculina, está em você? Quantas estações se passarão, quantas lágrimas cairão e quantas rugas ainda precisam cicatrizar, no seu lindo rosto, para que percebas o óbvio? Tua verdade evidente. Cada nova relação amorosa, carrega a mesma versão, sempre contada... Continuar Lendo →

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: