Recordo-me outra vez

E como o Conde de Montecristo em seus mil disfarces percebo que os amores eternos tem sim seu devido fim se assim for necessário, que o tempo dá conta de ir apagando quase tudo, que os sentimentos fortes por vias de regra são meras recordações não resolvidas em 99% dos casos. E que o coração... Continuar Lendo →

Passagem

Eu não pedi o bilhete pra entrar no trem Outros pagaram a passagem E quando fui ver, Estava Inquieto, vendo vagas miragens no vidro, Distantes projeções no espectro transparante, Pensei Em saltar nos trilhos, Tolice O final não pede antecipações Melhor aproveitar cada gole de café, A vida passa a existir somente, Aqui Agora.  ... Continuar Lendo →

O imigrante da imaginação

Existe uma amarga estrada fria, muito grande e tortuosa que separa visivelmente nossa realidade ideal da que vivemos. E para não ficar sonhando acordado é melhor tentar buscar alcançar o ideal ou viver melancólico de tanto contar sonhos perdidos para as pessoas, mas frustrações não enchem barriga de ninguém e pesa muito a cabeça antes... Continuar Lendo →

A beleza consola o mundo

Se não fosse a contemplação das coisas belas tudo estaria terminado em um absurdo de vazio e sofrimento, tudo estaria acabado antes mesmo de começar. Nossos dias se tornariam ainda mais sem sentido e sem graça pois o infinito cinza não teria valor algum em si mesmo. As almas com pouca autoconsciência não sentiriam tanta dor... Continuar Lendo →

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: