Posts de Silas Freires Moreira

Ainda se encontrando pelo caminhar nas veredas da existência. Um ENTP-A, Inovador, que vive temporariamente em Vitória da Conquista na Bahia, só Deus sabe que rumo vou tomar nessa vida. Apaixonado por viagens, punhais, música clássica e poesias, que transforma o hiperfoco do TDAH em combustível para escrever poesias e reflexões na calada da noite. Um boiadeiro que já venceu e provou mil invernos e geadas dentro da própria cabeça. Excêntrico e Raiz por mera diversão, na maioria das vezes um navegante incompreendido. Apareça Gandalf!

A queda

Após me tornar poderoso em guerras e estabelecer meu reinado, meu coração se envaideceu do mais profundo e vil orgulho. …

Eu que amava

Toda sexta feira eu gosto de beber um pouco de vinho e tomar cerveja pra dar uma relaxada. Eu não …

Lição

Depois da embriaguez? Amargura, Depois da euforia insana? lucidez, Das noites terríveis a clareza, Do fim de paixões vãs a …

Nas Nuvens

Eu sou o puro oceano de mar próprio, Que navego intenso por inteiro, Viajo nessas águas azuis de mim mesmo, …

Ainda amo você

Nessa amarga noite fria e em cada gota de saudade escrevo não só porque dói sua repentina partida, mas porque …

Desfecho

Escrevo essa carta por enigmas enquanto sobriamente minha alma grita por dentro não de dor, mas bebe em um tom …

O imigrante da imaginação

Existe uma amarga estrada fria, muito grande e tortuosa que separa visivelmente nossa realidade ideal da que vivemos. E para …

A beleza consola o mundo

Se não fosse a contemplação das coisas belas tudo estaria terminado em um absurdo de vazio e sofrimento, tudo estaria …

Esse momento

É na noite que surgem minhas poesias, como se o frio do vento rompesse cada pedaço dessa capa que me …

Papéis

Se tens meu amor, algo a dizer? O intenso gosto de teu beijo responde, Levo-te comigo em um abraço forte, …

Clarim

Pássaro que cantas no clarim do vento, Inflama, contai a dor ou sofrimento? Dizei-me a clareira, oh misterioso enigma, É …

Concealment

Demasiadamente amarga como o café que gosto, Não há contento em ter-te por metade, Antes me corte a dor da …

Goles e tragos

Me dói mais que um tiro, Uma facada, fere, mas não mata, Não tiro a máscara, que esconde a cara. …